Sábado, 30 de Agosto de 2008

Casa versus amor

O amor.... considero o amor como uma construção de uma casa, é uma comparação ridícula para alguns mas se analisarmos ao pormenor veremos que até tem fundamento ora vejamos, uma casa para ser segura tem que ter boas fundações, assim o amor e neste caso em concreto as suas fundações serão a amizade, quando mais amigos forem maior o laço que os une, mais difícil as intempéries o destroem, depois teremos os alicerces que vão segurar a casa, e neste caso do amor será o respeito, a lealdade, a partilha, a confiança, etc., todos estes alicerces erguem tanto a casa como a relação, depois o telhado, no amor será a união conjunta, pois assim protegem-se ambos de que poderá surgir do céu, depois temos a cobertura de alvenaria como paredes, etc., no amor será todas as pequenas coisas que parecem não ter existência significativa mas no conjunto tem o seu peso, alguns poderão discordar destes factos e que sejam assim estes ingredientes para para se construir algo, mas no conjunto será aproximado, eu sei no meu caso em concreto que tenho boas fundações e assim espero um dia mais tarde erguer a casa em pé, mas desta vez de forma segura......

publicado por almariano às 13:31
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

A vida é uma escolha....

A vida é uma encruzilhada,

um labirinto de opções,

nenhuma estrada esta fechada,

e há sempre soluções,

eu hoje escolhi viver,

assim que me levantei da cama,

e há tanto para eu fazer,

para alimentar esta chama,

fogo este que é a vida,

nas labaredas eu respiro,

outrora julguei-a perdida,

pensei ter dado um ultimo suspiro,

mas há tanto para viver,

tanta vida para partilhar,

espero é vir a poder,

aprender de novo a amar,

um amor correspondido,

que me traga muita alegria,

pode ser um outrora perdido,

este é o meu desejo deste dia...

 

 

 

 

 

 

publicado por almariano às 11:56
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 26 de Agosto de 2008

Dia especial

Hoje o dia deveria ser especial...

mais um ano se passou,

mas algo correu mal,

e o amor me abandonou,

deixou-me para aqui para um canto,

sem motivo para festejar,

e esta ausência dói-me tanto,

parece que me está a matar,

pois o meu sentido na vida,

escapou-se me entre os dedos,

e com a sua súbita partida,

acordou todos os meus medos,

e com todo este receio,

que me cobre como mil panos,

não encontro nenhum meio,

para festejar os meus anos,

pois os amigos não são tudo,

pois sinto a falta do amor,

e esse sentimento esta mudo,

sem palavras , só dor....

 

publicado por almariano às 18:48
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 23 de Agosto de 2008

Amigos........

Desconheço outra forma de viver,

desconheço outro sentido de amar,

desconheço e continuo sem perceber,

o porque de continuar a lutar,

o porque de continuar sozinho,

neste mundo tão maldito,

onde irei eu neste caminho,

se em mim já não acredito,

não são reais estes pensamentos,

e esta é a pura verdade,

pois para todos os momentos,

tenho amigos de verdade,

que me orientam na escuridão,

que partilham as suas alegrias comigo ,

e que em qualquer ocasião,

sabem dar valor á palavra amigo,

como tal venho deste modo agradecer,

a todos e sem excepção,

se eu hoje continuo a viver,

é graças aos amigos é a razão...

publicado por almariano às 19:30
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quinta-feira, 21 de Agosto de 2008

Grito....

Amigos...

tapai bem esses ouvidos,

pois eu hoje vou gritar,

vários gritos consecutivos,

até o cansaço me fazer parar,

vou gritar alto a minha dor,

para ver se a afugento,

e nesse grito eu vou por,

toda a mágoa e desalento,

vou enviar pelo espaço,

atirar longe para o vento,

acreditem que nem o cansaço,

vai parar este momento,

vai rebentar com a escala,

infringir a lei do ruído,

mas este aqui não se cala,

já não é mais um miúdo,

como tal amigos vos aviso,

para vós não se assustarem,

eu ainda não perdi o juízo,

estou apenas a aliviar,

e desta forma assim,

deste jeito esquisito,

vou tentar soltar de mim,

apenas mais este grito....

 

 

publicado por almariano às 21:05
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 20 de Agosto de 2008

O mar

Ó mar...

que banhas a minha praia,

que me causas inspiração,

que me impedes que caia,

perante tanta emoção,

tanta beleza carregas em ti,

com tanta força da natureza,

por tantas vezes eu assisti,

a tua grande grandeza,

és uma fonte de emoções,

que chega por vezes a contagiar,

provocas várias sensações,

a quem te vem visitar,

tenho tristeza no meu olhar,

pois vejo em ti poluição,

será que isto algum dia irá mudar,

será que isto tem solução,

e vivo assim imponente,

á tua força poderosa,

e o meu povo a minha gente,

visita-te sempre que possa,

dás alegria ás crianças,

e a gente adulta também,

quando nas tuas aguas mansas,

se banham muito bem,

banhas o meu corpo nu,

que te entrego sem pudor,

e num momento a cru,

deixas em mim o teu sabor,

e dum modo tão salgado,

que não é fácil esquecer,

mas só quando em ti nado,

te passo melhor a conhecer,

sei que castigas por vezes de forma trágica,

quem por muitas vezes arrisca mais,

aí perdes toda a tua mágica,

um pouco até demais,

tens momentos de romantismo,

de beleza sem igual,

carregas muitos eufemismos,

de uma forma natural,

e neste oceano azul imenso,

portador de uma beleza confusa,

digo aquilo tudo em que penso,

deixo que ele seja apenas musa....

publicado por almariano às 20:42
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 18 de Agosto de 2008

Vento

Ó vento vem cá ver,

tudo aquilo que te quero mostrar,

acabarás por perceber,

por aquilo que estou a passar,

por favor leva de mim,

esta dor e insegurança,

e dessa forma assim,

voltarei a ter esperança,

e de uma forma passageira,

quando por mim te cruzares,

leva aquilo que na bagageira,

lá estiver para levares,

leva tudo o que houver de mal,

o que é bom deixa ficar,

o fundamento disto tudo afinal,

é o meu próprio bem estar....

publicado por almariano às 22:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 17 de Agosto de 2008

A fé....

A fé move milhares, e eu tenho muita fé, espero que o futuro me seja risonho...

 

 

 

publicado por almariano às 22:43
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 16 de Agosto de 2008

Tempo....

O tempo...

pode o tempo ser real,

pode este retroceder,

pois o tempo afinal,

é o que esta a decorrer,

pode ser um pouco lento,

ou passar bem a correr,

por vezes até lamento,

não o poder conhecer,

não haver de reserva,

mais tempo para usar,

e no meio de tanta perda,

este sempre acabar,

ó tempo volta para trás,

tantas vezes o desejei,

foram vezes até demais,

e isso bem o sei,

nunca é o tempo certo,

disponível na ocasião,

tudo isto é tão incerto,

tudo isto causa confusão,

e sinto bem na alma,

que o meu está a findar,

só me resta manter a calma,

e esperar por este acabar...

publicado por almariano às 12:42
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 15 de Agosto de 2008

Beijo

Beijo...

curto, longo, suave,

loucura de desejo,

vicia e causa saudade,

dou e recebo sem conta,

quase todos a sonhar,

feito pessoa tonta,

sem vontade de acordar,

todos dados com amor,

nenhum deles premeditado,

assim sempre tem outro sabor,

de preferência acordado,

pode ser espontâneo,

ou até mesmo roubado,

clássico ou contemporâneo,

tem que ser é bem dado,

tem que cortar a respiração,

deixar-me embriagado,

deixar-me louco de paixão,

deixar-me apaixonado,

tem que ter reacção forte,

tipo vulcão a expelir,

pode ser até de morte,

ele tem é que existir,

pode ser até ao de leve,

os lábios quase sem se tocar,

um beijo não se mede,

um beijo tem é que agradar,

e não pode ser forçado,

tem que ser de livre vontade,

assim não é errado,

e é um beijo de verdade,

e se for bem na boca,

o prazer é a dobrar,

e se o meu te deixa louca,

poderei sempre te beijar....

 

publicado por almariano às 20:58
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 14 de Agosto de 2008

Brandi

Eis aqui agora a música

 

 

 

 

publicado por almariano às 20:53
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

The story

  Adoro esta música, acho que ela transparece um pouco a minha alma:

 

 

 

 All of these lines across my face
Tell you the story of who I am
So many stories of where I've been
And how I got to where I am
But these stories don't mean anything
When you've got no one to tell them to
It's true...I was made for you
I climbed across the mountain tops
Swam all across the ocean blue
I crossed all the lines and I broke all the rules
But baby I broke them all for you
Because even when I was flat broke
You made me feel like a million bucks
You do
I was made for you
You see the smile that's on my mouth
It's hiding the words that don't come out
And all of my friends who think that I'm blessed
They don't know my head is a mess
No, they don't know who I really am
And they don't know what
I've been through like you do
And I was made for you...
All of these lines across my face
Tell you the story of who I am
So many stories of where I've been
And how I got to where I am
But these stories don't mean anything
When you've got no one to tell them to
It's true...I was made for you
 

publicado por almariano às 16:08
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 13 de Agosto de 2008

Por ti amigo

Amigo, quem és tu?...  por onde andas tu?

Sim, tu amigo que me acompanhas nos maus momentos....

sim, tu amigo que tens sempre uma palavra amiga...

siim, tu amigo que me chamas a atenção quando erro, que me aconselhas quando peço, que permaneces comigo quando todos os outros fogem, sim, tu amigo que não tens más intenções e tudo aquilo que queres de mim é a minha amizade, onde andas?

Procuro por ti neste meu fraco momento, necessito do teu ombro para chorar, dos teus ouvidos para desabafar, dum estalo para acordar e reagir, dum empurrão para andar para a frente, enfim, necessito de ti,...., pois amigo, amizade é dar a mão sem esperar receber nada em troca, assim como o fazes e eu te agradeço por seres meu amigo, ao invés de mim que ultimamente não sei ser um amigo, pois me encontro débil de espírito, apesar de estar aqui de corpo inteiro, parte lá dentro está destroçado, se precisares de mim aqui estarei, ocultarei o meu lado triste que carrego para que possa-mos realçar o teu lado alegre, rirei contigo mesmo que a minha vontade seja chorar, permanecerei mudo á minha dor quando desesperadamente só me apetece gritar, vivo quando me sinto morto, mas acima de tudo vivo para que possas viver, para que possas sorrir, para que possas gritar, e é assim que vivo nesta loucura de sentimentos, ocultando os meus sofrimentos, por ti amigo, que não tens culpa desta tristeza que me invade a alma.... por ti amigo, pela tua amizade.....

publicado por almariano às 21:27
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 12 de Agosto de 2008

O tempo o dirá

 

 

 Hoje retornei ao local onde há seis anos nos conhecemos melhor, o mar ainda continuava a bater nas rochas do paredão, mas as águas não eram as mesmas, lembrei-me do teu sorriso jovem na altura, dos sonhos e ambições que tinhas e nos quais te acompanhei na sua grande parte e vi-te a realizá-los, fui o teu amparo nos bons e nos maus momentos que tiveste, apoiei-te sempre, estive sempre a teu lado á medida que crescias e amadurecias nesta vida, pois.... foi há seis anos atrás que entraste na minha vida, deste-me muitas alegrias e algumas tristezas, fui fraco algures e não vi os sinais  que algo se estava a desaparecer, andei a dormir acordado e hoje lamento o que não fiz, o que não disse, enfim lamentos....vejo o meu coração a chamar por ti, em todo o lado, no meu dia a dia, nos meus sonhos, nas nuvens, ....enfim recordo tambem á cerca de mais de mês em que numa pancada seca e sem eu contar destroçaste-me o coração.......o teu adeus deixou-me num estado á deriva, parecia embriagado, não pelo alcool mas sim pelo desalento e sofrimento de te perder, hoje luto para viver, respiro o ar que não desejo, sofro o que não quero por aquilo que quero, espero sem saber se vou ter, é tudo um turbilhão de certezas e incertezas, hoje fui forte, mas será que terei tomado a decisão certa, ligaste-me e não atendi, querias por certo falar e eu não quis, este meu acto de sillêncio é uma prova de que posso quebrar a vontade do coração, o que mais queria era ouvir a tua voz, atender e ouvir-te a desabafar algo comigo, passaram 4 dias desde que falei contigo e desde então nunca mais te ouvi, a falta que me fizeste, que me fazes, mas hoje fui forte e não atendi, será que fiz o mais correcto, não sei, apenas o tempo o dirá....

publicado por almariano às 20:08
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 11 de Agosto de 2008

Aos bocados

 

 Aos poucos vai passando o tempo, as feridas começam a se curar, sei que a cicatrização é demorada e que vai estar muito frágil durante esse tempo todo, mas como tudo na vida tem que seguir o seu caminho, com a ajuda dos amigos os dias passam um pouco melhor, começa-mos a habituar-nos á ideia de que estamos destinados ao esquecimento, esquecer o sentimento que bate forte no nosso coração sem perspectiva  de tempo, tentar esquecer o teu olhar, o teu riso, o teu beijo, não isso não quero nem vou esquecer, isso é parte integrante de ti, e tu foste, és e serás sempre parte de mim, posso encontrar um novo amor, mas tu terás sempre um cantinho especial dentro do meu grande coração, ninguém sabe o seu futuro e quem sabe se não voltaremos a nos encontrar, agora são tempos de mudança, por enquanto não quero outra mulher, não quero beijar alguém com os olhos fechados e pensar que te estou a beijar a ti , seria uma desilusão enorme quando abrisse os olhos e não seria justo com essa pessoa, se bem que neste momento nenhuma mulher me cativa o olhar, já penso um pouco menos em ti, em nós, sinto-me acordar para a vida, conformado com o que se esta a passar, e vou assim vivendo dia a dia....

publicado por almariano às 19:23
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 7 de Agosto de 2008

Acabou....

 Hoje lamentavelmente terei que virar mais uma página do livro da minha vida, quase seis anos a escrever uma história que afinal mudou de cor de rosa para preto sem aviso prévio, página esta carregada de tantas recordações e sentimentos que aumentam e muito o seu peso tornando-se uma tarefa muito árdua de realizar, ate pelos olhos sai-me o suor deste esforço imenso .....  é penosa esta acção, meus deus quanto custa, mas para seguir em frente terei que fazer, devido ao esforço por mim depreendido vou estar durante muito tempo KO, esta fadiga... muscular vai-me obrigar ao retiro para recompor as minhas forças, até breve.....

publicado por almariano às 20:28
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 6 de Agosto de 2008

tudo isto é amor...

Acredita, nestes tempos conturbados,

eu quero ser o teu amparo, o teu confidente,

quero estar á tua espera seja a qualquer hora,

quando chegares do trabalho exausta,

posso estar de rastos e cansado,

mas terei sempre energia para te dar,

em tudo aquilo que possas precisar,

pois amor, amar é repartir, é sentir,

é quando chegares a casa esfomeada,

terei na mesa uma refeiçao por mim preparada,

em que esperei por ti para a saborear,

na companhia que mais poderia desejar,

a mulher que és e te estas a tornar,

não te abandonar na doença,

estar a teu lado e te cuidar,

mostrar-te sempre que a minha presença,

é pura e que está para ficar,

serei a tua bengala se algum dia,

isso vier a acontecer, coisa que não gostaria ,

pois odeio ver-te a sofrer, sinto a tua dor como minha,

pois amor, amar é sentir, tudo de bom ou mal,

partilhar as tuas dores e alegrias,

adormecer a teu lado só com um abraço,

que me inspira  segurança total,

e sei que nessa noite abraçado,

nenhum mal pode surgir e me atacar,

pois será por ti amor meu escorraçado,

assim como o efeito é a dobrar,

pois tambem serei o teu protector,

pois acredita que isto é amar,

tudo isto é amor....

 

publicado por almariano às 21:04
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Onde estás??

Acordei....

Ao raiar do dia,

abri os olhos e olhei,

mas como é que poderia,

estava só e abandonado,

e eu não acreditei,

que nesta cama tão imensa,

não estavas em nenhum lado,

nem sinal da tua presença,

ainda esta no meu pensamento,

a última vez que te vi,

estavas comigo no momento,

em que fechei os olhos e adormeci,

ainda sinto no meu rosto,

o leve toque dos teus beijos,

tantas vezes fui o teu encosto,

e saciei os teus desejos.

publicado por almariano às 20:26
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 5 de Agosto de 2008

Até quando

 Hoje apeteceu-me escrever e contar ao mundo o que tu não queres ouvir....

 

 Tudo o que me rodeia me faz recordar de nós...,  tudo está contaminado com o teu perfume, o meu quarto, a minha cama onde tantas vezes nos amá-mos, os lençois que sujá-mos num acto de amor e que depois de lavados ainda tem o teu cheiro num toque de recordação, a tua imagem constante seja nas molduras no quarto, seja ao fechar os meus olhos,... ,  não existe um momento perdido na minha vida em que não me lembre de ti, o local X onde nos conhece-mos, o local M onde nos beijá-mos pela primeira vez, como queres que viva então? Sabendo que me amas e sentindo que te amo, queres que aceite esta separação, não posso aceitar. Sinto-me menos de metade do homem que era, pois carrego um vazio tão grande dentro de mim que só tu podes preencher, não me consigo concentrar, não consigo ser objectivo pois não tenho espirito para pensar direito, só me apetece fugir, fugir desta terra, fugir deste país, fugir para bem longe, ficar isolado de tudo o que conheço, ficar isolado de ti, talvez assim consiga viver melhor, pois ter-te tão perto e sentir-te tão longe é frustante, é uma dor quase insuportável, dizem que recordar é viver, então eu estou bem vivo pois estou constantemente a recodar-me de ti, já nem apetite para comer tenho, custa tanto esconder esta dor para não ver nas faces dos meus amigos a sua pena, sei, afirmo, encontro-me com as mãos atadas , presas a cadeado e só tu tens a chave para o abrir, até quando me vais manter assim preso, sem liberdade de movimentos, ate quando?????

 

publicado por almariano às 20:54
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 4 de Agosto de 2008

amanha

 Hoje ouvi de novo da tua voz, quero liberdade, quero sair com os amigos sem ter que me justificar, quero respirar o ar que me rodeia sozinha, sim gosto de ti mas tenho que abdicar de ti neste momento, um dia talvez te irei recuperar se ainda for a tempo afirmaste, tornaste a salientar que a tua prioridade é a tua estabilidade professional e pelo simples facto de não teres o tempo que eu mereço para me dedicares é melhor este afastamento, então e eu ? Não mereço ser ouvido, pelos vistos não, a vida é tua e eu sou apenas um complemento, custa ouvir, custa ainda mais entender que se me amas como podes abdicar de mim, e eu não sou tão forte como aparento ser, tudo isto é fachada para ocultar o meu lado mais sensivel, já chorei a minha quota parte acerca disto, não entendo, corres o risco de me perder para sempre e mesmo assim essa é a tua escolha, sim amo-te, sim tou á tua espera, mas custa , acredita que custa muito, sinto a falta dos teus beijos, do teu abraço, sinto a falta de ti na minha vida, até quando terei que esperar, até quando terei que desesperar, grito num eco mudo que sai de dentro da minha alma, quando mais ouvir-te dizer que só o tempo dirá se nos voltaremos a cruzar, a beijar, a amar, é injusto assim viver, não me deixas lutar, deixas-me num vazio sufocante, eu não quero abdicar de ti pois amo-te, mas se a solução é sofrer sem saber que essa estrada tem fim é ingrato, eu preciso sorrir, viver, sentir, amar com alegria, eu preciso viver, não te prometo que te espero, prometo que vou tentar esperar, mas a dor é enorme e eu tenho que a sacudir, vamos a ver o que o amanha me reserva, agora é esperar.....

publicado por almariano às 21:07
link do post | comentar | favorito
Domingo, 3 de Agosto de 2008

sinto....

Mais um dia se passou,

e eu de ti sem nada saber,

já nem deves saber quem sou,

nem quanto estou a sofrer.

 

Acordei com o sonho desfeito,

devido á ausencia do teu amor,

e aquilo que outrora era perfeito,

agora ficou um local de dor.

 

Procuro por todo lado pela alegria,

que tinha quando estava contigo,

não há nada que não faria,

para ser mais que amigo.

 

Não consigo recuar o tempo,

trazer de volta o passado,

escolher aquele certo momento,

em que sentia ser-me amado.

 

Em que nós eramos apenas um só,

que partilhava-mos o mesmo caminho,

e que não existia corda ou nó,

que me separasse do meu amorzinho.

 

 

 

publicado por almariano às 22:01
link do post | comentar | favorito

desabafo

 Um blog deveria ser para eu escrever as minhas ações do dia a dia sejam elas tristes ou alegres, claro que dependendo do estado de espírito da pessoa se reflecte na escrita, desde já peço desculpa a ti visitante, amigo ou simplesmente conhecido pela tristeza que se encontra por aqui, é uma luta constante que espero triunfar, sinto a falta de um sorriso repleto de alegria e não aquele que tranporto e faço transpor a quem me rodeia, por vezes na vida não valoriza-mos realmente o que temos e só nos apercebemos do valor do que esta ao nosso redor quando vemos este a sair por entre os dedos da nossa mão, e quando deveria-mos ter força para cerrar os dedos para não deixar fugir é mesmo nessa altura que senti-mos fraqueza, criar e construir uma relação é um processo demorado pois temos que erguer tijolo a tijolo para termos bons alicerces, infelizmente para vir abaixo é um instante, poderei ter poupado nos materiais que usei na construção e agora estou a sentir os efeitos nefastos da minha negligencia, só espero que possa recuperar esses alicerces pois sei que as fundações são fortes, agora só o tempo o dirá, mais uma vez desculpa por este desabafo e espero que este testemunho te faça reflectir um pouco, pois eu vi muitos testemunhos destes e não tirei as minhas elações, pensei que só aconteceria aos outros e afinal também me bateu á porta, agradeço a ajuda dos poucos amigos que estao a par e do apoio que me tem dado, desculpem-me tambem os outros amigos por nada dizer, como decerto comprenderão há certas palavras que custam a sair da boca da gente.....

 

publicado por almariano às 21:07
link do post | comentar | favorito

Ao sabor da natureza

 

 

Quando o tempo escasseia,

e eu sem nada para fazer,

dá-me disto na ideia,

e logo vou fazer.

 

Exponho de maneira tão brutal,

este forte sentimento,

é mesmo isto tal e qual,

o que sinto neste momento.

 

E com toda a certeza,

escrevi o que sentia,

exposta ao sabor da natureza,

seja de noite ou seja dia.

 

 

 

publicado por almariano às 20:42
link do post | comentar | favorito

Na lama

 

 Além de andar na lama ultimamente literalmente, agora andei mesmo realmente, tinha lama em todos os lados do corpo, mais um bom serviço no auxílio aos outros, a partir destes pequenos gestos marca-mos a diferença.

publicado por almariano às 20:22
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 1 de Agosto de 2008

Sabias

Embora a kms de distancia neste momento,

sinto-te por perto nesta solidão,

pois tenho-te sempre no pensamento,

pois tenho-te sempre no coração.

 

Espero que este nosso beijo,

possa de novo ser consumado,

pois aquilo que mais desejo,

e viver a minha vida a teu lado.

 

Acredito que irás reflectir,

e ouvir a voz do teu coração,

que te vai fazer decidir,

acreditar na tua paixão.

 

Sinto a falta do abraço,

dos teus dedos na minha mão,

sinto a falta daquele passo,

em que caminhas na minha direção.

 

Tudo poderá passar de uma fase,

isto são palavras ditas por ti,

sinto as lágrimas a correr-me na face,

como na tua tambem as vi.

 

porque vamos nós contra o vento,

se pode-mos dele ir a favor,

porque lutas contra esse sentimento,

que nutres por mim que é amor.

 

Para isto não tenho resposta,

nem tão pouco sei que fazer,

só rezo que esta tua aposta,

não me faça muito mais sofrer.

publicado por almariano às 18:59
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 33 seguidores

.pesquisar

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Feliz Natal

. Vitória....

. Ò Vento.....

. será......

. Misto de devaneios passad...

. Ser feliz no amor....

. Sei...

. Hoje....

. PALAVRAS....

. FELIZ NATAL

. Vivo....

. Sou....

. Ausente...

. Vida é amar...

. Nada dura....

. Um mundo....

. Uma forma de viver.....

. No silêncio da noite.....

. Perdido...

. Páscoa

. Um dia....

. Procuro.....

. Segunda oportunidade....

. Vida......

. Página.......

. renascer.........

. Ausente....

. Vento.........

. A luz........

. Cupido....

. Será....

. Um sonho......

. Semáforos....

. Lições da vida....

. Vivendo........

. Tristeza.......

. No fundo do báu....

. Falta inspiração....

. Amiga especial....

. palavras sem nexo...

. A resposta............

. Uma amizade...........

. Maresia...

. 1º aniversário...

. Noite mágica....

. Loool...

. Neve e mais neve...

. Prémio Blog de Ouro...

. Cantar os reis...

. Bom tempo...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Fevereiro 2015

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Janeiro 2008

.contador

.visitors

Locations of visitors to this page

.tradutor

blogs SAPO

.subscrever feeds